▸ Acompanhe nas redes

NOTÍCIAS / politica
Enviar por e-mail Compartilhar Imprimir

12.09.2021 - 16:35  |  DEU RUIM ....

Quem explica a baixíssima adesão às manifestações contra Bolsonaro?

Reprodução

Avenida Paulista no domingo 12 de setembro

Baixíssima adesão aos protestos leva a crer que a oposição continua vivendo na sua bolha


Por Warnoldo Maia de Freitas

Dois cenários extremamente distintos marcaram a conhecida Avenida Paulista, em São Paulo, e grandes alamedas, vias e ruas país afora, no feriado de 7 DE SETEMBRO e neste domingo, 12 DE SETEMBRO, durante manifestações em apoio ao presidente da República, Jair Bolsonaro, e de "repúdio" ao chefe da Nação.

E como já bem disse, um dia, o filósofo chinês Confúcio, que "UMA IMAGEM VALE MAIS  DO QUE MIL PALAVRAS”, para transmitir a ideia do poder da comunicação por meio das imagens, as reportagens de algumas televisões mostraram, em cores, no início da tarde deste domingo 12, que os protestos "DERAM RUIM", não atenderam às expectativas dos seus organizadores.

 
Confesso que me surpreendi diante das imagens exibidas nas reportagens realizadas em diversos estados do país, porque a divulgação prévia levava a crer que teríamos uma mega manifestação da oposição. Mas, não dá para comparar as manifestações do dia 7, em apoio a Bolsonaro, e as deste domingo, 12, defendendo a sua saída e o 'IMPEACHMENT JÁ'.

Apesar de terem sido organizadas por partidos de esquerda e centro esquerda e de contarem com a participação direta de suas grandes estrelas, seus grandes representantes como, por exemplo, o conhecido Ciro Gomes, o vice-presidente da Câmara dos Deputados, Marcelo Ramos (PL-AM), Luiz Henrique Mandetta (DEM), o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), da senadora Simone Tebet (MDB/MS), entre outros, além do apoio e divulgação dos grandes órgãos de imprensa, divulgando horários e locais, o evento não decolou, não despertou "paixões".

A manifestação do dia 7 de setembro foi importante, porque mostrou milhares de pais de famílias nas ruas, desfilando as cores verde e amarelo, numa demonstração clara de apoio ao presidente Jair Bolsonaro.

Mas, o fracasso dessa manifestação deste domingo parece mais importante, porque traz  mais benefícios para Bolsonaro, pois esvaziou o discurso apresentado até agora pela oposição, assegurando que no dia 7 DE SETEMBRO só foi à rua aquela parcela "mais fervorosa que afiança seu apoio incondicional ao presidente", "só a bolha do presidente".

Quer dizer, a baixíssima adesão às manifestações contrárias deste domingo mostrou, claramente, que quem continua vivendo dentro de uma grande bolha é a oposição, que insiste em negar, em não querer ver o apoio que a população hoje dispensa ao presidente, apesar de muitas vezes o chefe da Nação extrapolar nas condutas e nas verbalizações do seu pensamento.

Parece que a oposição também ainda não entendeu que uma parcela expressiva da população brasileira cansou, de fato, dos desmandos cometidos por governos pretéritos, cansou da roubalheira generalizada, bem como dos ataques às verbas da saúde, e não está disposta a "bancar a mesa", "bancar o jogo", arriscar e ver o Brasil trasformado em uma Venezuela.
 
A turma insiste em comporta-se como alguém que não conhece o idioma inglês e ao deparar-se diante de uma porta, fora do Brasil, com uma placa dizendo PUSH - enpurre -, insiste em puxar, trazer para si, pensando que agindo dessa forma conseguirá abrir a porta e ter acesso ao que quer. Mas, por não entender a mensagem escrita na placa acaba inviabilizando o acesso ao objetivo pretendido.
 
A impressão que se tem é a de que, apesar das pregações sistemáticas de alguns grandes órgãos de imprensa, querendo "vender" uma imagem da realidade totalmente distorcida dos fatos reais", talvez levados, motivados por uma crise de abstinência, o cidadão comum cansou de ser ludibriado e agora não quer mais ser massa de manobra.

A população dá sinais de que agora, mais do que nunca, está disposta a somar esforços para melhorar o Brasil e deixar um país melhor para seus filhos e netos.

Será que o GIGANTE acordou?

Vamos aguardar os próximos capítulos dessa longa novela. 
 
 

 

 

 

 
 

MAIS NOTÍCIAS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Publicidade
Publicidade
Publicidade

CURTA-NOS