Quinta-feira | 04/03/2021
▸ Acompanhe nas redes

NOTÍCIAS / economia
Enviar por e-mail Compartilhar Imprimir

19.01.2021 - 12:05  |  Suframa

Suframa debate resolução de projetos industriais em audiência pública, na quarta, 20

Reprodução

Algacir Polsin

 Algacir Polsin destaca que a proposta da nova resolução é oriunda de discussões entre os Conselheiros Federais e o corpo técnico da Autarquia. 


A Suframa realiza, juntamente com o Ministério da Economia, audiência pública nessa quarta-feira, 20/01, a partir das 10 horas, para discutir a proposta de reformulação da Resolução nº 204/2019, que dispõe sobre a apresentação, análise, aprovação e acompanhamento de projetos industriais.

O evento será realizado por videoconferência através do link https://meet.google.com/isc-ymdn-zgt e será, ainda, transmitido pelo canal do YouTube da Suframa (suframanews).

A consulta pública sobre a reformulação está aberta desde o último dia 29 de dezembro e qualquer consideração sobre a minuta com a nova redação da Resolução pode ser encaminhada até o próximo dia 27, através do e-mail cgpri@suframa.gov.br.

O texto completo da proposta está disponível no endereço https://www.gov.br/suframa/pt-br/publicacoes/noticias/minuta-projetos-industriais.pdf.

De acordo com o superintendente da Suframa, Algacir Polsin, a proposta da nova resolução é oriunda de discussões entre os Conselheiros Federais e o corpo técnico da Autarquia. 

“Convocamos, neste momento, todos os entes da indústria para debatermos as mudanças sugeridas e chegarmos ao resultado mais eficiente possível na análise e no acompanhamento dos projetos industriais, que são as áreas com as principais alterações”, afirmou. 

Principais alterações
Na análise de projetos industriais, as principais mudanças sugeridas são: eliminação da Cota de Importação em dólar por novo procedimento de controle dos limites de importação, deixando as empresas livres para importar os insumos que não possuírem restrições no PPB; exclusão do tipo de Projeto de Ampliação, a partir da eliminação das Cotas de Importação (US$); criação do Mecanismo de Apresentação de Projetos para Amazônia Ocidental (AMOC) e Áreas de Livre Comércio (ALCS) por meio da preponderância de matéria-prima regional, definida por Resolução 01/2016 do CAS; retirada da necessidade de apresentação do Plano de PD&I no pleito inicial dos projetos, passando essa exigência para quando a empresa passar a operar; novos critérios de delegação de competência ao Superintendente, sugerido pelos Conselheiros; e criação do Relatório Anual Demonstrativo de Importação (RADI), para o acompanhamento das Importações.

Já no acompanhamento, são apresentadas as seguintes propostas: eliminação do Laudo de Operação (LO) e o Laudo de Produção (LP); obrigatoriedade de apresentação do Relatório Demonstrativo de Acompanhamento de Projetos (RDAP); criação de Parecer de Acompanhamento de Projetos (PAP) em substituição ao LO, LP e RAP; criação do Sistema de Informações dos Projetos Industriais; criação do Procedimento de Amostragem no Acompanhamento de Projetos Industriais; definição de prazo para apresentação do RDAP (30/06) e para a emissão do PAP (12 meses após apresentação do RDAP); e obrigatoriedade de apresentação de informações à Suframa pelos Projetos Aprovados na AMOC e ALCs.

Outros pontos importantes
A proposta também sugere manter ativa a Resolução nº 204/2019 no mínimo até 31 de dezembro de 2021, para que se possa efetivar a troca de sistemas de operacionalização, com vigência da nova resolução a partir de 01 de janeiro de 2022, prazo que pode ser prorrogado a partir de justificativas da Suframa ao CAS.

Outros pontos relevantes são a criação de um mecanismo de chamada de deliberação eletrônica, cabendo ao superintendente da Suframa fundamentar a solicitação e do Fórum Consultivo do Conselho de Administração da Suframa (FCCAS), composto pelas 20 maiores empresas em termos de faturamento.
 
 
 
 

MAIS NOTÍCIAS

DEIXE SEU COMENTÁRIO

Nome:

E-mail:

* Seu e-mail não será publicado

Mensagem:
Publicidade
Publicidade
Publicidade

CURTA-NOS